Depois do Pedal do silêncio e de ter encontrado o Dozen – ou, ele ter me encontrado no meio da galera -, parei para perguntar se alguém iria descer para a Zona Leste. Dois japas disseram que iam descer a Augusta e que estavam indo para lá, falei que ia junto então. Mó treta andar sozinho de madruga, num bonde ficamos mais visíveis aos ônibus.

– Opa! Beleza? Vocês moram onde?
– Eu moro em São Mateus e ele no Belém.
– No Belém? Eu moro lá também, vão pegar a Celso Garcia direto então, certo?
– Isso. Depois eu sigo pela Conselheiro Carrão…
– Que lugar do Belém você mora?
– Na Celso Garcia mesmo.
– Ah é? Eu moro ali no Viver.
– No Viver? Caraca! Eu também!
– Sério?
– Que bloco?
– 9 e você?
– No 23.

Coincidências não existem. São forças movendo-se para aproximar pensamentos parecidos. Vamo que vamo!

Anúncios