No mês passado recebemos aqui em casa uma jornalista da revista Crescer, a Cris, muito gente boa ela. As conversas foram sobre a hortinha que mantenho na varanda e como ela serve de pretexto na educação de minha filha.

Mesmo com um espaço muito pequeno é possível cultivarmos algumas plantinhas como manjericão, salsinha, cebolinha, hortelã e orégano, além de muitas outras. Estão sempre a mão e é muito bom poder contar com elas para temperar a comida. Acho importante mantermos esse contato, afinal de contas quem é que não se sente bem com a possibilidade de colher sua própria horta, de sentir o cheirinho da terra molhada?

Sem contar que é um ótimo pretexto pra ficar com a minha filha, ela se sente bem responsável pelas plantinhas, entende que as coisas levam tempo e precisam de cuidado, além de ficar “enfeitando” a jardineira com pedrinhas e folhas secas. Talvez seja um contraponto a velocidade das propagandas e apelos consumistas, vamos entender melhor com o passar dos anos…